Home / Dicas de Viagens /

7 dicas muito fáceis para comprar voos baratos

7 dicas muito fáceis para comprar voos baratos

 

É verdade que os preços estão a descer, mas viajar continua a ser algo relativamente caro. Da passagem aérea ao hotel, continua a ser necessário investir uma quantia considerável de dinheiro para que possamos visitar uma cidade ou passar alguns dias de férias. Com a crise, o objetivo é sempre poupar naquilo que é dispensável e, cá entre nós, até nem há grande diferença entre os serviços prestados por uma companhia aérea normal e uma companhia aérea low-cost.

E é precisamente pelo tópico das companhias low-cost que começamos. Apesar de prestarem voos baratos, há o erro comum de se pensar que estas praticam sempre os preços mais baixos. Não negamos que, de facto, há alturas em que estas soluções compensam, mas o melhor a fazer é consultar a concorrência. Quando os preços são mais elevados ou são ela por ela, tenha em atenção o limite da bagagem e outros fatores que podem influenciar a decisão de comprar.

Este é só um dos muitos aspetos a ter em atenção e obviamente que cada caso é um caso. Da mesma forma que para si o preço é uma prioridade, para outro viajante pode haver condicionalismos que transformam uma decisão melhor do que outra. Peguemos no exemplo simples dos condicionalismos temporais: se tiver apenas uma semana para ir de férias, a escolha terá de se cingir àqueles dias. Numa viagem de última hora também não há tempo para esperar por promoções.

Ainda assim, aceitamos o desafio de o ajudar e decidimos deixar-lhe com 7 dicas de como encontrar voos baratos.

Encontrar voos baratos? Sim, é possível

1 – Utilizar agregadores

Os agregadores de viagens são plataformas online que funcionam de forma altamente simples. O objetivo é ajudarem-no a encontrar os melhores preços, colocando em modo de comparação todos os resultados encontrados para um determinado destino num determinado período de tempo. O funcionamento pauta normalmente pelo lado intuitivo, bastando inserir a cidade/aeroporto e selecionar os dias da viagem.

A partir daí é possível ir ajustando os parâmetros da viagem: se tiver flexibilidade pode mudar ligeiramente as datas para ver se as alterações do preço são significativas; pode ver viagens diretas para o destino ou viagens em que tem de fazer escala; ou pode calcular o preço final de toda a viagem juntando ao preço da passagem aérea o preço do hotel.

2 – Estudar alternativas

O agregador de plataformas de viagens é uma ferramenta extremamente útil para estudar alternativas, mas não é a única. Muitas vezes esquecemo-nos de que existem outros transportes e, apesar de sabermos onde o nosso destino fica, não sabemos sequer quais são os outros aeroportos mais próximos.

Imaginemos que a passagem para uma cidade próxima é muito mais barata do que para aquela a que realmente queremos ir. Aqui aconselhamo-lo a ver o preço dos comboios e fazer as contas de forma a verificar se realmente não compensa tomar o caminho mais longo. Se for com tempo, esta é também uma oportunidade para visitar calmamente outras cidades e lugares.

3 – Comprar com antecedência

Nem sempre vale a pena esperar por uma promoção relâmpago. Fora de datas especiais, os preços são normalmente mais acessíveis e é relativamente fácil encontrar voos baratos. Na generalidade das viagens, os preços são mais baixos em passagens aéreas que ocorrem nos dias da semana. Em voos de fim-de-semana, a procura é maior e os preços também.

Há também a ideia de que muitas vezes as companhias aéreas baixam os preços a poucos dias da viagem para que possam ocupar os lugares que faltam. O objetivo é chamar a atenção dos que procuram oportunidade à última da hora, todavia não é a melhor solução para aqueles que têm planos marcados. Para esses, os planos podem sair furados e acaba por ter de optar por uma opção mais cara.

4 – Receber newsletters/alertas

Esta é uma dica indispensável para todos os que gostam de viajar. Para estar atento às melhores promoções, o melhor a fazer é inscrever-se nos sites das companhias aéreas, dos agregadores e de outras plataformas de viagens. Depois é só uma questão de estar atento ao que vai caindo no seu e-mail e, quem sabe, encontrar a viagem que pretende.

Para os que gostam de viajar sem destino predefinido, esta é uma ótima oportunidade para encontrar bons preços e partir à descoberta de novos lugares. Atraídos por um preço apelativo, às vezes nem estávamos a pensar em viajar mas, quando damos por nós, já estamos dentro do avião.

5 – Ser flexível no destino

Ser flexível no destino ajuda muito a encontrar voos baratos. É claro que todos nós temos uma lista de prioridades e há locais que temos mais curiosidade em visitar do que outros. Ainda assim, é sempre uma boa opção ver os outros destinos disponíveis de comparar preços. Nalguns casos, há cidades que excluímos à partida mas que acabam por se revelar verdadeiras surpresas.

Outra forma de escolher o local para onde vai viajar é guiar-se pelo orçamento. Se só tem um determinado valor para gastar, o melhor a fazer é recolher todos os locais onde pode ir com aquele dinheiro e depois fazer a sua escolha. No fundo, trata-se apenas de estabelecer prioridades de acordo com o orçamento disponível naquela altura.

6 – Acumulação de milhas aéreas

Existem programas de fidelidade que podem ser uma boa solução para todos aqueles que viajam muito. Como funcionam? É simples: só tem de aderir, usar regularmente a mesma companhia aérea ou utilizar serviços associados. À medida que o faz vai acumulando milhas aéreas que pode gastar depois noutras viagens. A TAP já aderiu a este sistema e o TripAdvisor tem uma companhia semelhante, mas com pontos Multiplus.

7 – Limpe os cookies

Não temos provas científicas e a maior parte das companhias aéreas negam que tal funcione. Todavia, existem vários relatos de pessoas que conseguiram voos baratos depois de limparem as cookies ou mudarem de browser. O que acontece, dizem, é que depois de rastrearem o IP e saberem que o utilizador esteve no site, algumas companhias aéreas aumentam o preço quando esse mesmo utilizador volta a consultar a mesma passagem área.

 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *