Home / Cidades /

Vila de Óbidos é o cenário perfeito para uns dias de descanso

Óbidos

Vila de Óbidos é o cenário perfeito para uns dias de descanso

Mídia Kit Blog Mundo de Viagens

De regresso ao território nacional, o destino que lhe propomos esta semana é a simpática e acolhedora vila de Óbidos. As muralhas, o casario, o encanto da paisagem terá um significado bem diferente para as próximas férias.

Óbidos é uma vila única e singular, onde o espírito medieval paira constantemente no ar. A diferença é marcada pelas suas ruas e vielas estreitas, as suas acolhedoras lojas de artesanato, pequenas casas caiadas de branco, jardins minuciosamente cuidados e muito recantos pitorescos, que fazem lembrar cenários de romanaces passados.

Em cada esquina encontrará igrejas adornadas de simples fachadas, janelas manuelinas e monumentos históricos completados pela multiplicidade de cores das flores e trepadeiras que fornecem a esta vila de reis uma constante alegria primaveril.

Óbidos: o que ver na vila?

obidos

Para que não perca a oportunidade de conhecer alguns dos locais mais emblemáticos de Óbidos comece por percorrer a extraordinário muralha que envolve a vila, apreciando as belas vistas panorâmicas sobre o vale do Rio Arnóia e sobre a rica várzea da Rainha. Aproveite ainda para dar uma vista de olhos às várias lojas de artesanato espalhadas pela vila e que também estão abertas à noite.

Aqui, entre as diversas peças, vai encontrar olaria, cerâmica, trabalhos de vime, miniaturas de moinhos de vento, verguinha em cerâmica, latoaria pintada, trabalhos em teares manuais e bordados de Óbidos. No centro da vila preste atenção a todos os pormenores arquitectónicos.

Entre os monumentos mais importantes salienta-se o pelourinho, o convento das Dores, a igreja da Ordem Terceira, o cruzeiro da Memória (manuelino), as Igrejas de Santa Maria (renascentista, com telas de Josefa de Óbidos e azulejos do século XVII), de São Pedro (onde se encontra o túmulo de Josefa Óbidos) e de São João (com uma fachada quinhentista), e, finalmente, a Capela de São Martinho (do século XIV, estilo gótico).

Não se esqueça de passar pela lagoa de Óbidos que, além dos diversos atractivos naturais, quer à beira mar como no interior, com floresta de pinheiros, reúne todas as condições para a prática de desportos aquáticos e dispõe de restaurantes.

 

Fundada em 308 a.c., Óbidos foi crescendo nas margens da lagoa. Serviu de lar a povos como os celtas, os romanos, os visigodos e os árabes, tendo sido libertada do domínio muçulmano, no ano de 1148, por D. Afonso Henriques. Considerada um dos palcos privilegiados na história, nas artes e nas letras de Portugal, teve foral em 1513, graças a D. Manuel I, e pertenceu à Casa da Rainha até meados do século XVIII.

Já no início do século XX, Óbidos era uma povoação quase deserta, mas pura. Em 1930, o turismo descobre-a, e actualmente, esta vila medieval do oeste é uma jóia rara que por todos deve ser preservada e apreciada. Todos os anos acolhe eventos como a feira de Natal, a feira do chocolate e o Fólio literário.

Óbidos: o que precisa de saber antes de ir

obidos-interior

Sabia que uma das teorias em volta do nome Óbidos refere que a palavra teria resultado da junção de três monossílabos latinos, “ob”, “id” e “os”. Noutros tempos, designava-se por “ob-id-os” uma grande boca do oceano ou entrada do mar que, segundo se diz vinha ter junto à vila, e que se mantém dela afastada cerca de uma légua, com o nome de lagoa de Óbidos.

No que se refere à gastronomia típica, Óbidos manteve sempre as suas tradições e hábitos. Os restaurantes servem diversos pratos confeccionados com peixe e marisco, como, por exemplo, a caldeirada de peixe da lagoa de Óbidos e enguias fritas. Em relação às carnes, o ensopado de borrego e o ensopado de carneiro são muito saborosos.

As trouxas de ovos, as lampreias das Gaeiras, mouras e alcaides são bons exemplos da doçaria que aqui poderá encontrar e que vão adoçar a sobremesa. De entre as bebidas a mais típica é sem dúvida a ginginha. No que diz respeito aos vinhos, devido ao seu reconhecido microclima, a região demarcada de Óbidos produz óptimos vinhos, dos quais se destacam os conhecidos vinhos Gaeiras.

A vila de Óbidos localiza-se na região centro de Portugal, no distrito de Leiria, e dista a 6 quilómetros a sudoeste das Caldas da Rainha. A maneira mais cómoda de chegar até à vila é de automóvel. Partindo de Lisboa, deverá seguir pela auto-estrada A-8 em direcção às Caldas da Rainha. Partindo do Porto, deverá seguir na auto-estrada A-1, até Leiria e continuar pela EN-1 até a Batalha (São Jorge). Siga a direcção das Caldas da Rainha passando por Alcobaça, até chegar ao seu destino final, Óbidos.

Encontre as melhores oportunidades, compare preços e leia o que outros viajantes escreveram sobre Óbidos no TripAdvisor

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *