Home / Cuba /

Havana: a capital cubana repleta de cor e história

Havana: a capital cubana repleta de cor e história

 

Havana é uma capital alegre e colorida, cheia de azáfama e diversões, com algumas jóias arquitetónicas esplêndidas (do período colonial ou posteriores) e muitas outras atracções. Só a cidade já justifica a viagem a Cuba: muitos do locais de interesse estão concentrados em três zonas: Habana Vieja, Centro Habana e Vedado.

O núcleo histórico de Havana, declarado património cultural da humanidade pela UNESCO, em 1982, é o maior centro colonial da América Latina. Esta é uma área da cidade caracterizada pela arquitetura hispano-andaluza, vitalizada pelo sol tropical e pela vegetação luxuriante. Parece que o tempo aqui parou mas a zona, ao mesmo tempo, não dá a impressão de ser um museu.

O programa de restauro não se limita aos monumentos e edifícios mais importantes, mas inclui também as lojas e habitações comuns. O objetivo é assegurar a recuperação não só da beleza de Habana Vieja mas também da sua vitalidade e das suas actividades quotidianas originais.

Dominada pelo elegante perfil da sua igreja, a Plaza de la Catedral é um dos pontos obrigatórios se passar por Havana. Em 1592, chegou aqui a Zanja Real, o primeiro aqueduto da cidade (e o primeiro em território espanhol no Novo Mundo). Uma visita à Catedral de San Cristóbal proporcionará também uma boa experiência: a fachada barroca da catedral é ainda hoje considerada uma das mais belas das Américas.

Aproveite ainda para passar pelo Palacio de los Marqueses de Arcos. Este edifício construído no século XVIII abriga uma galeria de arte onde se vendem gravuras e artesanato. E não muito longe, ainda na Plaza de la Catedral, pode encontrar o Museo de Arte Colonial: um edifício datado a 1720 que encerra no seu interior uma exposição de mobiliário e objetos coloniais.

Eis um vídeo que fiz aquando da minha visita a Cuba. As imagens foram capturadas a partir do Hotel Habana Libre e mostram a extensão da capital.

Gostou do vídeo acima? Encontre muitos outros conteúdos sobre as nossas viagens no canal do YouTube Mundo de Viagens.

 

Se gostar de História, recomendamos então que passe pelas Necrópoles de Colón. Trata-se do cemitério da cidade e aqui poderá visitar as sepulturas de figuras emblemáticas da história cubana. Com túmulos impressionantes, quer pelo tamanho, quer pela arquitetura, poderá encontrar os túmulos de pessoas famosas.

E já que esta é uma ilha repleta de história – histórica turbulenta e cheia de momentos importantes – é obrigatória uma visita ao Museo de la Revolución. Instalado no antigo palácio presidencial, este museu abre portas para acolher o turista num percurso pela história da revolução cubana. Entre os muitos objetos e artefactos aqui expostos, não haverá talvez nada mais impressionante que o tanque militar usado por Fidel Castro, em 1961, na Batalha da Baía dos Porcos.

Não sabe onde ficar alojado? E que tal num hotel repleto de história e com excelentes vistas? Considerado o hotel mais cosmopolita e central de Havana, o Tryp Habana Libre (antigo Habana Hilton) foi construído em 1958, tem 25 andares e está localizado no centro de Havana, exatamente onde começa La Rampa capitalina. A decoração mítica e o famoso mural “La Fruta Cubana” (da autoria da reconhecida pintora cubana Amelia Peláez em 1957) são apenas alguns dos principais motivos de interesse.

Terminamos o post com uma galeria colorida com fotografias de Havana.

  


 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *