Home / América do Norte /

São Francisco: a cidade mais liberal dos Estados Unidos

São Francisco: a cidade mais liberal dos Estados Unidos

 

Neste post rumamos até à cidade de São Francisco, nos Estados Unidos da América. Trata-se de um destino americano que merece uma visita demorada, não fosse o seu ambiente e beleza muito particulares, para os quais contribuem as muitas colinas e uma baía tão admirada.

Pela enorme diversidade étnica, cultural e mesmo geográfica, há quem afirme que os Estados Unidos da América contêm um pouco de todo o mundo nos seus estados. A extensão deste país, aliada à sua riqueza cultural e paisagística faz com que qualquer viagem pareça insuficiente para se conhecer aquele que é, sem dúvida, um dos maiores motores da economia mundial.

Cidade amada por todo o mundo, São Francisco é bem lembrada como expoente máximo de um liberalismo que viu nascer e acarinhou o flower power e a aceitação da cultura gay.

Encontre as melhores oportunidades, compare preços e leia o que outros viajantes escreveram sobre São Francisco no TripAdvisor

São Francisco: o que visitar?

Devido à sua invejável localização é possível obter da cidade vistas particularmente bonitas. Naturalmente, a baía confere-lhe luz e cores de uma beleza inquestionável, sendo incessantemente percorrida por veleiros e ferrys, devidamente “observados” pela sumptuosa Golden Gate. A contrastar encontram-se as montanhas que envolvem a cidade e que contribuem para a beleza paisagística que encerra toda a região.

Nesta cidade mágica são muitos os motivos para passeios e visitas. A característica e ondulada baixa, de desenho perfeito e tipicamente americano, é o cenário de muitos filmes. Dispense uma boa parte do seu tempo para conhecer tudo e aproveite para andar nos antigos elétricos. O bairro de Chinatown é outro dos locais de interesse, pois conserva, de um modo muito eficiente, o ambiente e vida asiática, constituindo uma verdadeira ilha na cidade.

E se a palavra preconceito não faz parte do seu dicionário, visite também o Castro, o pitoresco bairro homossexual, sempre muito animado e movimentado. Se é uma amante da natureza dirija-se então ao Cais, em Fisherman’s Wharf e observe a verdadeira colónia de leões-marinhos que lá se deliciam a apanhar sol. Mas uma visita a São Francisco só ficará completa se visitar a Ponte de Golden Gate e a Ilha de Alcatraz.

São Francisco: o que comer?

Depois de tantas visitas nada melhor do que sentar-se e deliciar-se com uma boa refeição. A diversidade cultural da cidade está também presente nos diversos restaurantes, onde encontrará cozinha típica de todo o mundo.

 

Desde os incontornáveis fast food, passando pelos restaurantes chineses até à mais delicada e elaborada nouvelle couzine há de tudo, para todos os gostos… e para todos os bolsos.

 

 

Breve nota sobre a história de São Francisco

A região de São Francisco Bay tem como data de descoberta o ano de 1775, se não se tiver em conta as incursões de Sir Francis Drake por Point Reyes. Em 1776 nasce uma pequena povoação que virá a adquirir o nome de São Francisco em 1847, outrora denominada de Yerba Buena. A corrida ao ouro de 1849 traz à região uma verdadeira avalanche de aventureiros que rapidamente transformou a pacata localidade numa metrópole movimentada. O progresso e crescimento sempre se fizeram sentir. Os anos 50 e 60 colocaram a cidade como centro dos movimentos beat e hippie emprestando-lhe todo o simbolismo e irreverência de que goza atualmente.

Para lá chegar só mesmo de avião. A região de São Francisco é servida por 3 aeroportos – o Aeroporto Internacional de S. Francisco (que serve a grande maioria dos voos de proveniência europeia), o Aeroporto Internacional de Oakland e o Aeroporto Internacional de S. Jose. Estas três infraestruturas servem uma vasta rede de ligações entre destinos americanos.

A rede de autoestradas acessíveis a partir de São Francisco faz com que o automóvel seja uma boa alternativa para deslocações, sobretudo dentro do Estado da Califórnia, ou para os Estados vizinhos.

 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *