Home / África /

Núbia: uma jóia nas mãos do Egito e do Sudão

Núbia: uma jóia nas mãos do Egito e do Sudão

 

A região da Núbia, situada junto ao Rio Nilo, é hoje em dia partilhada por dois países: o Egito e o Sudão. Porém, este lugar fértil e de uma beleza extrema, foi em tempos uma importante nação.

Olhando para a História, encontramos várias investigações referentes ao desenvolvimento desta região e todas parecem concordar acerca do mesmo: as origens desta civilização são pré-históricas. Hoje, os historiadores acreditam que o povo Núbio é um dos mais antigos de África e da civilização negra.

Na minha visita ao Egito, tive a oportunidade de fazer uma viagem de barco pelo rio Assuão e passei por uma povoação Núbia. Foi aí que encontrei um grupo de crianças que brincavam na água, ao fim da tarde. Munido com a minha máquina de filmar, consegui capturar esse momento que partilho agora convosco.

Veja o vídeo que fiz durante a minha passagem pelo Egito:

Gostou deste video? Subscreva então o canal Mundo de Viagens no YouTube para ver mais vídeos sobre as viagens que fizemos.

Mas o que há mais para se saber acerca da região conhecido como Núbia? Há cerca de 5 mil anos atrás, a Núbia (que  muitos ainda chamam de Reino de Kush) era uma verdadeira líder no continente africano, contando com um centro cultural poderoso e um estado rico, defendido por um poderio militar sem igual.

Os vizinhos da Núbia conheciam a nação pela sua abundante fonte natural de riquezas. Ouro, marfim, cobre, incenso e ébano: todos estes materiais naturais eram extremamente procurados e estimulavam a comercialização local. É assim que, após muitas e longas disputas territoriais ao longo dos séculos, a nação Núbia acaba por ser fragmentada entre o Egito e o Sudão.

Esta disputa pela região é muito antiga. Já na Antiguidade Clássica foram inúmeros os confrontos a acontecer pela conquista do território. Aliás, numa das invasões por parte  do Egito, a Núbia viu a sua cultura ser fortemente influenciada a nível cultural, social e até mesmo arquitetónico.

A cultura dos povos da Núbia guarda tradições importantes, como o hábito de construir túmulos em forma de pirâmides. Aliás, as pirâmides de Meroë, na Núbia, continuam hoje a atrair milhares de turistas por todo o mundo. O povo desenvolveu uma escrita própria em hieróglifos que podemos encontrar aí, assim como nas pirâmides de El Kurru, Nuri e Meró, na região do Sudão.

Nas mãos de egípcios, cristãos e muçulmanos, a região da Núbia desenvolveu-se ao longo dos anos incorporando um pouco da identidade de quem passou por lá. Não  é por isso de admirar que os Núbios sejam os responsáveis por várias maravilhas arquitetónicas do Egito, principalmente as que se localizavam nas proximidades do Rio Nilo.

Estas são algumas das imagens que ilustram a minha viagem de descoberta de um povo excepcional:

 

Abaixo, exibimos algumas fotografias das maravilhas que poderá encontrar em redor da região da Núbia.


 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *