Home / Curiosidades /

Nossa Senhora da Nazaré: uma devoção que vem desde há séculos

Nossa Senhora da Nazaré: uma devoção que vem desde há séculos

WePlann

Decorria o ano de 2013 quando o surfista norte-americano, Garrett McNamara, fez com que todas as atenções se voltassem para Nazaré. Ondas gigantes à parte, a vila costeira é um destino turístico de eleição não só para amantes de surf, como para todos os que gostem de boa comida, praia e tradições. E é precisamente das últimas de que lhe falámos neste post.

Com uma identidade muito ligada ao mar, Nazaré é terra de pescadores. A saída dos homens para a pesca deixava as esposas (muitas delas varinas) de coração nas mãos. Em dias de tempestade, as orações dirigiam-se à virgem, conhecida como Nossa Senhora da Nazaré. A devoção pela figura bíblica é histórica e está muito associada à Lenda da Nazaré.

A história remonta precisamente ao dia 14 de setembro de 1182, data em que D. Fuas Roupinho, o alcaide do castelo de Porto de Mós, viajou para o litoral para participar numa caçada. O dia era de nevoeiro, mas mesmo assim o caçador conseguiu avistar um veado. Em perseguição ao animal, D. Fuas Roupinho abandona o grupo a galope na direção de uma falésia.

Encarando a morte de frente, o alcaide tenta parar o cavalo, mas sem sucesso. Com medo, desvia o olhar para o lado e depara-se com uma gruta, onde tradicionalmente se rezava em nome de Nossa Senhora. Em voz alta, diz: “Senhora, valei-me!”

As preces foram correspondidas numa aparição: por milagre, a Virgem com o Menino surge e o cavalo para de patas levantadas, junto ao penhasco. Hoje o local é conhecido como o Bico do Milagre.

Já são e salvo, D. Fuas Roupinho desceu até à gruta e rezou. Pra agradecer, ordenou a construção de uma capela: o objetivo era que nem Nossa Senhora, nem o milagre fossem esquecidos. A capela situa-se no Sítio da Nazaré e é conhecida como Ermida da Memória.

 

Nossa Senhora da Nazaré, a estátua lendária de madeira

Para construir a capela, os empreiteiros fecharam a gruta e destruíram o altar para criar o novo. Durante o processo, encontraram um cofre em marfim. Lá dentro estavam alguns objetos antigos e um pergaminho, onde se dizia que aquelas relíquias tinham pertencido a São Brás e a São Bartolomeu.

Juntamente com esta descrição, havia uma imagem de Nossa Senhora, sentada num banco a amamentar o Menino Jesus.

TripAdvisor
 

De acordo com o pergaminho, essa pequena estátua era venerada desde os primórdios do Cristianismo, na Nazaré da Galileia. A imagem terá sido esculpida pelas mãos do próprio São José e o rosto pintado por São Lucas. Da Nazaré, foi levada por um monge Ciríaco para Belém e entregue a São Jerónimo de Estridão e depois a Santo Agostinho.

Por sua vez, o santo terá oferecido a estátua a um mosteiro de Cauliniana, em Mérida, atual Espanha. A figura da Virgem manteve-se por lá até ao início do século VIII, altura  em que os cristãos tiveram de abandonar a região na sequência da derrota, na Batalha de Guadalete.

Entre os cristãos estavam os monges do mosteiro de Cauliniana e próprio D. Rodrigo, rei visigodo que se disfarçou de mendigo e pediu refúgio junto do clero. A identidade do monarca acabou por ser descoberta por Frei Romano e os dois fugiram para o litoral português, levando a estátua consigo.

No dia 22 de novembro de 711, os dois chegaram ao litoral português, instalando-se no então Monte Seano (atual Monte de São Bartolomeu). O rei ficou por lá, mas frei Romano optou por levar uma vida de eremita, instalando-se numa grupa à beira mar. Foi assim que a Nossa Senhora de Nazaré chegou, finalmente, à Nazaré.

CLIQUE AQUI E DESCUBRA O QUE FAZER NA NAZARÉ EM PORTUGAL

 

Uma fé que move figuras de renome

A popularidade da figura cresceu de tal forma que séculos mais tarde, já em 1377, D. Fernando ordenou que fosse construída uma igreja perto da capela de D. Fuas Roupinho. Assim nasceu o Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, para onde a estátua foi novamente transferida.

Ao longo dos séculos, a fé por Nossa Senhora moveu inúmeros peregrinos, dos quais se destacam alguns dos mais ilustres nomes da História de Portugal. Antes de partirem à descoberta da Índia e do Brasil, Vasco da Gama e Pedro Alvares Cabral peregrinaram ao Sítio da Nazaré para pedir proteção à santa.

A afluência de peregrinos e importância da santa para as pessoas na terra levou ao aumento Santuário de Nossa Senhora da Nazaré. A reconstrução ocorreu no século XVI e, desde então, a igreja sofreu várias remodelações. Embora esteja longe de ser a mais grandiosa, a imagem de madeira e com apenas 25 centímetros continua exposta.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock
 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *