Home / Dicas de Viagens /

Blogger Guilherme Canever fez uma viagem pelos países que não existem

guilherme-canever

Blogger Guilherme Canever fez uma viagem pelos países que não existem

 

Se nunca ouviu falar da Ossétia do Sul, da Transnítria da Somalilândia, da Abecássia e de Nagorno-Karabakh vai provavelmente achar que comecei este artigo por apontar nomes estranhos, premindo aleatoriamente em letras do teclado. No entanto, todos estes nomes são na verdade países independentes não reconhecidos pelas Nações Unidas. Mesmo que tenham fronteiras traçadas e uma identidade própria, com bandeiras, moedas e sistemas de governo, estes países ainda não fazem parte dos 193 países-membros da ONU. São países que não existem, se assim o podemos dizer.

Mas a lista não termina por aqui. Da lista também fazem parte alguns nomes que ouvimos frequentemente nos media, ainda que muitos deles não pelos melhores motivos: é o caso da Palestina, do Kosovo, da Caxemira, do Tibete e do Taiwan.

O viajante e blogger brasileiro Guilherme Canever decidiu que estava na altura de se desligar da Internet por uns tempos e, de malas feitas, visitou 16 países não reconhecidos pela ONU. No livro que chegou recentemente às livrarias apresenta-nos a sua Viagem Pelos Países Que Não Existem, apresentando relatos, histórias e questões sobre cada um desses lugares espalhados pelo mapa mundi.

Guilherme CaneverAlém de conhecer pessoas de culturas muito distintas da sua, hospedou-se nas casas dos moradores, experimentou as comidas típicas, apanhou boleia várias vezes e visitou pontos turísticos memoráveis. Enquanto disfrutava dessas culturas, não deixou de observar os hábitos dos “não-cidadãos de países não-existentes” e transformou toda a sua experiência num livro provocador mas muito interessante.

Viagem Pelos Países Que Não Existem começa logo com uma particularidade interessante. O que é um País? O autor explica os critérios que determinam o que faz de uma região um país e como surgem novos países. Os capítulos que se sucedem levam-nos a um “não-país” diferente: o texto encontra-se sempre acompanhado de mapas, relatos e dicas sobre o que se fazer na região em questão.

 

O livro começa com a explicação do que faz de um país ser “um País” e como surgem novos países. Em seguida, cada capítulo traz um “não-país” diferente, com sua localização no mapa, suas principais características, o relato de sua experiência em cada um deles, dicas do que fazer por lá e outras curiosidades.

Quem é Guilherme Canever?

Guilherme Canever é o autor do blog Saiporaí que se  iniciou como uma forma de manter contato com os amigos e família quando, em 2009, iniciou uma viagem à Volta ao Mundo. Esta viagem, que acabou por completar com a sua esposa, não demorou 80 dias como o clássico de Júlio Verne mas sim três anos, tendo o blogger regressado à terra natal apenas em novembro de 2011.

Gradualmente, o blog cresceu e surgiu a oportunidade de Guilherme Canever lançar o seu primeiro livro. O blog, entretanto, evoluiu para se tornar num espaço que é mais do que um blog de dicas de viagens: é acima de tudo um blog para partilha de experiências de viagens. Ainda que em Saiporai possam ser encontradas muitas dicas, o autor acredita que cada pessoa tem a sua própria experiência, e que as melhores coisas de uma viagem acontecem por acaso, entre as “principais atrações”.

 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *