Home / Ciência e Tecnologia /

Freebird Club: como um site de viagens pode mudar a vida dos idosos

Freebird Club: como um site de viagens pode mudar a vida dos idosos

 

Hoje falamos-lhes do Freebird Club. Para quem não conhece, trata-se de uma espécie de Airbnb segmentado e dirigido ao público sénior procura alcançar uma melhor interacção social e cultural à medida que a idade aumenta.

Este projeto inovador, distinguido já com alguns prémios, está a provar que a tecnologia toca a todos e que pode ser utilizada para atingir o mais diverso tipo de propósitos, até mesmo para melhorar a qualidade de vida de grupos envelhecidos da população e promover a inclusão social.

A economia colaborativa ou de partilha  é uma das grandes alterações globais do contexto económico. Como já falamos várias vezes no blog Estratégia Digital, os seus exemplos mais visíveis são a Airbnb e a Uber, ainda que existam outros negócios com menor expressão em diversos mercados.

É aqui que se enquadra o caso do Freebird Club, que aborda dois desafios significativos para a nossa sociedade em envelhecimento: a solidão e a insegurança financeira entre os mais velhos. Este projecto foi um dos três vencedores do concurso europeu de inovação social.

As estatísticas dizem que existem em Portugal 400 mil idosos a viverem sozinhos ou isolados. Alguns estudos asseguram que em 2025 um terço da população europeia terá mais de 60 anos. Este enquadramento serviu de base ao nascimento do Freebird Club, que dá prioridade aos aspecto sociais.

Embora muito parecido com o Airbnb, apresenta algumas diferenças particulares – para se tornar membro é necessário pagar uma taxa de adesão, ter mais de 55 anos e ainda o facto de o anfitrião estar sempre presente: ou seja, aqui nunca se ocupa a casa inteira, apenas uma parte dela.

A ideia é proporcionar novas ferramentas de viagem a maiores de 55 anos. Para continuarem a conhecer o mundo – e pessoas novas – e, eventualmente, a preços mais acessíveis.

Artigo publicado originalmente no blog Estratégia DigitalFreebird Club: como a economia de partilha muda a vida dos idosos

 

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *